padrao_raca

NOMENCLATURA CINÓFILA UTILIZADA NESTE PADRÃO

1 – Trufa 
2 – Focinho 
3 – Stop
4 – Crânio 
5 – Occipital
6 – Cernelha 
7 – Dorso (a – profundidade do peito)
8 – Lombo
9 – Garupa (b – altura do cotovelo)
10 – Raiz da cauda 
11 – Ísquio (a + b = altura do cão)
12 – Coxa 
13 – Perna 
14 – Jarrete
15 – Metatarso
16 – Patas
17 – Joelho
18 – Linha inferior
19 – Cotovelo
20 – Linha do solo
21 – Metacarpo
22 – Carpo
23 – Antebraço
24 – Nível do esterno na cernelha
25 – Braço
26 – esterno P o n t a d o
27 – ombro P o n t a d o
CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Classificação F.C.I.: Grupo 8 Retrievers,Levantadores e Cães D’Água. Seção 1 Retrievers Padrão FCI nº 111 29 de janeiro de 1999. País de origem: Grã Bretanha Nome no país de origem: Golden Retriever Utilização: Cão de caça Sujeito à prova de trabalho para campeonato internacional.

APARÊNCIA GERAL: simétrico, equilibrado, ativo, poderoso, com movimentação nivelada, sadio, com expressão doce.

COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: obediente, inteligente, possui natural habilidade para o trabalho, amável, amigo e confiável.

CABEÇA: balanceada e bem cinzelada.

 

REGIÃO CRANIANA

Crânio: largo sem ser grosseiro; bem inserido no pescoço.
Stop: bem definido.

 

REGIÃO FACIAL

Trufa: de preferência preta.
Focinho: poderoso, largo e profundo. Seu comprimento é aproximadamente igual ao comprimento do stop ao occipital.
Maxilares / Dentes: maxilares fortes, com uma mordedura perfeita, regular e completa em tesoura.
Olhos: marrom escuros, bem espaçados um do outro; as bordas das pálpebras são escuras.
Orelhas: de tamanho médio, inseridas aproximadamente no nível dos olhos.

PESCOÇO: de bom comprimento, seco e musculoso.

TRONCO: balanceado.

DORSO: nivelado.

LOMBO: forte, musculoso, curto.

PEITO: bem descido na região do esterno. Costelas profundas e arqueadas.

CAUDA: inserida e portada no nível do dorso, alcançando os jarretes, sem curvatura na ponta.

 

MEMBROS

Anteriores: retos, com boa ossatura.
Ombros: oblíquos; escápula longa.
Braços: de igual comprimento ao da escápula, colocando as pernas bem debaixo do tronco.
Cotovelos: bem aderentes ao peito.
Posteriores: fortes e musculosos.
Joelhos: bem angulados.
Coxas: boas.
Jarretes: bem descidos; retos, quando vistos por trás, não virando nem para fora, nem para dentro. Jarretes de vaca são altamente indesejáveis.
Patas: redondas; pés de gato.

MOVIMENTAÇÃO: poderosa, com boa propulsão. Os membros anteriores e posteriores se movimentam em planos paralelos ao eixo do tronco. Passos longos e livres, sem nenhum sinal de “hackney”.

 

PELAGEM

Pêlo: liso ou ondulado, bem franjado. Subpêlo denso e resistente às intempéries.
Cor: qualquer tom de dourado ou creme. Nem vermelho, nem mogno. Somente alguns pêlos brancos no peito são permitidos.

 

TAMANHO

altura na cernelha: 
Machos: 56 a 61 cm.
Fêmeas: 51 a 56 cm.

 

FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade, assim como seu efeito sobre a saúde e o bem estar do cão.

NOTAS:
· os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados na bolsa escrotal.
· todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento